O MIS RJ CELEBRA OS 80 ANOS DO PROFESSOR SERPA E ETERNIZA A SUA HISTÓRIA DE AMOR E DEDICAÇÃO À EDUCAÇÃO E À CULTURA BRASILEIRA

  • 17/05/2022

O MIS RJ CELEBRA OS 80 ANOS DO PROFESSOR SERPA E ETERNIZA A SUA HISTÓRIA DE AMOR E DEDICAÇÃO À EDUCAÇÃO E À CULTURA BRASILEIRA

Terça (17/5), o Professor Carlos Alberto Serpa de Oliveira, idealizador e presidente da bem-sucedida Fundação Cesgranrio, conta a sua história de amor e dedicação à Educação e à Cultura Brasileira no seu Depoimento para a Posteridade do MIS RJ. Um homem visionário, à frente do seu tempo, empreendedor nato, um engenheiro do saber que acredita não existir educação sem cultura.

“O Professor Serpa nos enche de orgulho, pela sua criatividade, pioneirismo e liderança nas áreas da educação e da cultura. Um Mestre que transformou a vida de muitos cariocas e brasileiros com os seus projetos inovadores, impactando positivamente a sociedade. Para o Museu da Imagem e do Som do Rio de Janeiro, o seu depoimento, incorporado ao acervo, será uma referência importantíssima para as futuras gerações”, afirmou o presidente do MIS RJ, Cesar Miranda Ribeiro.

A trajetória vitoriosa como presidente da Fundação Cesgranrio; a brilhante carreira docente na PUC-Rio, ocupando os cargos de diretor, vice-reitor e reitor interino; as contribuições de vanguarda que transformaram a educação superior no Brasil; o empreendedorismo na Casa de Arte e Cultura Julieta de Serpa; a companheira e mulher da sua vida, Beth Serpa; a devoção à Nossa Senhora da Glória do Outeiro; a idealização do Centro Cultural Cesgranrio, incentivando e realizando inúmeros projetos para o teatro, cinema, música, literatura, dança, pintura e audiovisual; a criação da Academia Brasileira de Cultura; a excelência do ensino da Faculdade Cesgranrio, estes e muitos outros temas serão abordados durante o depoimento.

O Professor Serpa terá ao seu lado, como convidados entrevistadores, o primo João José Saraiva Andrade, Leandro Bellini (Secretário Executivo de Cultura/Centro Cultural Cesgranrio), Nilma Fontanive (Coordenadora do Centro de Avaliação da Faculdade Cesgranrio), e Paulo Alcantara Gomes (Diretor Acadêmico da Faculdade Cesgranrio). A Série Depoimentos para a Posteridade está sendo gravada com três câmeras, para melhorar a qualidade documental do material a ser pesquisado, possibilitando mais opções para as futuras gerações. A mediação será conduzida pela jornalista do MIS RJ, Márcia Benazzi, na sede da Fundação Cesgranrio, sem a presença do público.

Sobre a série Depoimentos para a Posteridade:

Em 1966, o Museu da Imagem e do Som do Rio de Janeiro, inaugurou o projeto Depoimentos para a Posteridade, inédito programa de história oral criado para preservar a memória de diversos setores da cultura nacional, tais como a música, o teatro, a literatura, o cinema e as artes plásticas. Atualmente conta com um acervo de mais de mil depoimentos de figuras notáveis, como Pixinguinha, Dorival Caymmi, Pelé, Chico Anísio, Di Cavalcanti, Tarsila do Amaral, Alfredo Volpi, Alceu Amoroso Lima, Ana Maria Machado, Ariano Suassuna, Aurélio Buarque de Holanda, Fernanda Montenegro, Chico Buarque, Hildegard Angel e muitos outros. Vale lembrar que a gravação fica à disposição do público, nas salas de consulta do MIS, 72 horas depois do término da entrevista.

SERVIÇO

Local: Fundação Cesgranrio, Rua Santa Alexandrina, nº 1011, Rio Comprido.

Telefone MIS RJ: (21) 2216-8500

Data: 17 de maio de 2022 (terça-feira).

Horário: 14 às 17h, gravação sem a presença do público.

Contatos MIS RJ: gerenciadeproducao@mis.rj.gov.br & comunicacao@mis.rj.gov.br

Publicado em 12/5/22 por Márcia Benazzi


#Compartilhe

Aplicativos


Programa no Ar

Pérolas do MIS

top1
1. São João Há de Sorrir

Zezé Fonseca

top2
2. A Cigarra e a Formiga

Ísis de Oliveira

top3
3. No Tabuleiro da Baiana

Ismênia dos Santos

top4
4. Seu Criado, Obrigado

Daisy Lúdici

top5
5. Solidão

Olga Nobre

Oferecimento